IEQ Cervezão

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

 Dia 20 – Restaurando a comunhão quebrada

 

 

Sempre vale a pena restaurar relacionamentos!

Filipenses 2.1 e 2 “Se por estarmos em Cristo, nós temos alguma motivação, alguma exortação de amor, alguma comunhão no Espírito, alguma profunda afeição e compaixão, completem a minha alegria, tendo o mesmo modo de pensar, o mesmo amor, um só espírito e uma só atitude”.

Uma vez que a vida consiste em aprender a amar, Deus quer que valorizemos os relacionamentos e nos esforcemos para mantê-los, em vez de descartá-los sempre que houver um desacordo, mágoa ou um conflito.

Uma vez que Cristo quer que sua família seja conhecida pelo amor entre seus membros, perder a comunhão é um testemunho deplorável para os que não creem.

Paulo ensinou que a nossa habilidade de nos dar bem com as pessoas é uma marca de maturidade espiritual. Se você quer a bênção de Deus em sua vida e quer ser conhecido como filho de Deus, deve aprender a ser um pacificador. Seguem sete passos bíblicos para a restauração da comunhão:

1 - Fale com Deus antes de falar com a pessoa.

2 - Tome sempre a iniciativa.

3 - Tenha compaixão pelos sentimentos dos envolvidos.

4 - Confesse sua parte no conflito.

5 - Invista contra o problema, não contra a pessoa.

6 - Coopere tanto quanto for possível.

7 - Dê ênfase à reconciliação, não à solução.

Com quem você precisa entrar em contato, por causa do que você acabou de ler? Com quem você precisa restaurar a comunhão? Não demore mais nem um Segundo. Dê uma parada agora mesmo e converse com Deus sobre essa pessoa. Então pegue o telefone e comece o processo.

É necessário muito esforço para restaurar a comunhão com alguém. Foi por isso que Pedro recomendou: 

1 Pedro 3.11 “Esforcem-se para viver em paz com os outros”.

Mas, quando trabalha pela paz, você está fazendo o que Deus faria. É por isso que Deus chama os pacificadores de seus filhos.