IEQ Cervezão

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

 O bom pastor

 

 

João 10.1 a 16 “Eu lhes asseguro que aquele que não entra no aprisco das ovelhas pela porta, mas sobe por outro lugar, é ladrão e assaltante. Aquele que entra pela porta é o pastor das ovelhas. O porteiro abre-lhe a porta, e as ovelhas ouvem a sua voz. Ele chama as suas ovelhas pelo nome e as leva para fora. Depois de conduzir para fora todas as suas ovelhas, vai adiante delas, e estas o seguem, porque conhecem a sua voz. Mas nunca seguirão um estranho; na verdade, fugirão dele, porque não reconhecem a voz de estranhos". Jesus usou essa comparação, mas eles não compreenderam o que lhes estava falando. Então Jesus afirmou de novo: "Digo-lhes a verdade: Eu sou a porta das ovelhas. Todos os que vieram antes de mim eram ladrões e assaltantes, mas as ovelhas não os ouviram. Eu sou a porta; quem entra por mim será salvo. Entrará e sairá, e encontrará pastagem. O ladrão vem apenas para furtar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham plenamente. "Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas. O assalariado não é o pastor a quem as ovelhas pertencem. Assim, quando vê que o lobo vem, abandona as ovelhas e foge. Então o lobo ataca o rebanho e o dispersa. Ele foge porque é assalariado e não se importa com as ovelhas. "Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas; e elas me conhecem; assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas. Tenho outras ovelhas que não são deste aprisco. É necessário que eu as conduza também. Elas ouvirão a minha voz, e haverá um só rebanho e um só pastor”. 

Introdução

A Parábola de hoje vai nos apresentar três personagens centrais. Conheceremos a natureza e o coração de cada uma delas.   

1 - O Ladrão, satanás - João 10.1,5 e 10 “Na verdade, na verdade vos digo que aquele que não entra pela porta no curral das ovelhas, mas sobe por outra parte, é ladrão e salteador. Mas de modo nenhum seguirão o estranho, antes fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos... O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância”.

A - Não entra pela porta, João 10.1, o ladrão da parábola é satanás. Ele é inimigo de Deus e das ovelhas dEle (que somos nós). Sutilmente ele procura entrar na vida das pessoas por outro lugar que não seja a porta (quando falamos de porta queremos dizer pela frente ou também às claras, mas o inimigo, sempre tenta nos enganar com coisas sutis). A porta é Jesus, revelado ao mundo através de sua Palavra (João 1.1 e 14 “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus, E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade”. Portanto, toda falsa doutrina, todo engano, todo desvio e toda mentira, que não passam pelo crivo (peneira ou coador) da Palavra de Deus, não passam de tentativas do inimigo de não se submeter à verdade de Cristo, procurando prejudicar as pessoas chegando a elas por outro caminho. Em Gálatas 1.8 “Mas ainda que nós ou um anjo do céu pregue um evangelho diferente daquele que lhes pregamos, que seja amaldiçoado”!

B - Não é conhecido das ovelhas, João 10.5, o ladrão não é conhecido das ovelhas porque elas já se acostumaram com o verdadeiro pastor, que é Jesus. Quando recebemos Jesus como único, verdadeiro e suficiente Salvador, passamos a conhecer a voz do nosso pastor. O Espírito Santo, vivendo no espírito do homem, fará com que as intervenções do maligno soem de forma estranha ao coração do crente, ajudando-o a identificar e guerrear contra a manifestação do Mal.

 C - Não vem senão para roubar, matar e destruir, João 10.10, quando satanás entra em algum lugar, sua intenção sempre será a de roubar, matar ou destruir. Por meio do engano e dos falsos caminhos propostos, ele chega a destruir famílias inteiras e até mesmo, nações (toda a vez que Israel se contaminava, ou se deixava pastorear pelo inimigo, virava escravo). Ele semeia a cobiça, a feitiçaria, a idolatria, a intriga, a separação de famílias, a impureza, o adultério, a rebeldia, e toda sorte de males (I Pedro 5.8 “Sejam sóbrios e vigiem. O diabo, o inimigo de vocês, anda ao redor como leão (como leão, mas não é o leão), rugindo e procurando a quem possa devorar”).  

2 - O mercenário, o falso líder, João 10.12 e 13 “Mas o mercenário, e o que não é pastor, de quem não são as ovelhas, vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge; e o lobo as arrebata e dispersa as ovelhas. Ora, o mercenário foge, porque é mercenário, e não tem cuidado das ovelhas”.

A - Não é o dono das ovelhas, João 10.12, pensando nos líderes religiosos de sua época (enquanto pensamos nos líderes de hoje), Jesus reconheceu que muitos se propunham a ser mestres e doutores sobre o povo. Porém, nem todos amavam de verdade as pessoas, nem se preocupavam com elas. Eles exerciam suas funções buscando posições, reconhecimento do povo, dinheiro, ou outra coisa qualquer, e nunca o bem-estar das pessoas, motivados pelo amor. Faltava-lhes o espírito de paternidade para cuidar das coisas de Deus como se pertencessem a eles próprios. Vemos hoje denominações que trocam de pastores a cada seis meses para que não se crie vínculos de comunhão e com isso caia o rendimento daquela igreja.

B - Não zela pelas ovelhas na chegada do lobo, João 10.12, por não serem donos das ovelhas nem se sentirem responsáveis por elas, não se importavam com o prejuízo que o lobo poderia causar-lhes. Estavam mais preocupados em salvar sua própria pele e fugir. Eles próprios fugiam dos lobos porque os temiam e não tinham autoridade sobre eles. Assim é a vida do falso líder: sem amor pelo rebanho, sem verdadeira consciência da responsabilidade e sem autoridade contra o Mal.

C - Não impede a dispersão das ovelhas, João 10.12, nas mãos de um líder assim as ovelhas se dispersam. Depois de um tempo, as que conseguem escapar dos lobos, no entanto, começam a cair pelo caminho, sedentas, feridas e doentes; enquanto outras são achadas mortas. Tamanha é a responsabilidade de quem foi chamado para cuidar de vidas. A bíblia diz em 1 Pedro 2.9 que nós somos a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que nos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz”.

3 - O bom pastor Jesus, João 10.2 a 4 “Aquele, porém, que entra pela porta é o pastor das ovelhas. A este o porteiro abre, e as ovelhas ouvem a sua voz, e chama pelo nome às suas ovelhas, e as traz para fora. E, quando tira para fora as suas ovelhas, vai adiante delas, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz”.

A - É aquele que entra pela porta, João 10.2, Jesus além de ser Ele mesmo a Porta (João 10.9), também entrou no mundo pela porta natural: o ventre materno (nascido de uma mulher pura e imaculada, mas uma mulher comum que teve muitos outros filhos depois). Ele se fez homem como todos nós (sujeito as mesmas tentações). satanás, não. No Éden ele tomou o corpo de uma serpente, e dali falou com Eva. Jesus exerceu autoridade de forma legal, se fazendo homem com plenos direitos sobre a terra (Salmo 115.16 “Os mais altos céus pertencem ao Senhor, mas a terra ele a confiou ao homem).

B - É conhecido do porteiro, João 10.3 - O porteiro é o Espírito Santo. É Ele quem se move sobre os corações das pessoas ajudando-as a receberem ao Senhor. O Espírito Santo é o maravilhoso companheiro de todas as horas, que abre o entendimento para conhecermos as Escrituras e ajuda-nos a discernir a voz e as palavras de Jesus (João 16.13 “Mas, quando vier aquele Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir”).

C - É conhecido das ovelhas, João 10.3, no texto de hoje vemos que Jesus se relaciona com as ovelhas:

Chamando-as pelo nome (de forma íntima e pessoal, 10.3)

Conduzindo-as para fora do aprisco e trazendo-as de volta (provendo alimento e suprindo as necessidades, 10.4)

Indo adiante delas (servindo de exemplo e guiando, 10.4)

E dando a sua própria vida por elas (amando sacrificialmente, 10.11)

E assim é na nossa vida de cristão, o Senhor nos chama pelo nome, supri as nossas necessidades, guia-nos e deu a Sua vida por nós, porque Ele é o nosso pastor.

Conclusão - O ladrão, o mercenário e o bom pastor nos foram apresentados hoje. Que estejamos apercebidos do perigo da presença do ladrão que rouba, mata e destrói, principalmente a fé das pessoas; da falsa segurança oferecida pelo mercenário, que na verdade não ama o rebanho nem se importa com ele; e do amor sem limites do verdadeiro pastor, Jesus, que já provou nos amar sem medida dando sua vida por nós. 

Ainda hoje Ele continua nos amando, intercedendo por mim e por você, a fim de que as ricas bênçãos do Pai possam chegar a nós em Seu Glorioso Nome (Romanos 8.32 “Aquele que não poupou a seu próprio Filho, mas o entregou por todos nós, como não nos dará juntamente com ele, e de graça, todas as coisas?)

Fale comigo:  Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.