IEQ Cervezão

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
E-mail Imprimir PDF

 Fraternidade

 

Fraternidade: parentesco de irmãos e irmãs


Introdução


De que forma você se relacionava com seus irmãos na infância, ou mesmo se relaciona ainda?

Era ótimo, todos compartilhávamos os mesmos brinquedos, eu me divertia muito. Era bom, mas nem sempre estávamos dispostos a dividir os brinquedos. Era razoável, o que um queria fazer o outro não queria, mas sempre chagamos a um acordo. Era ruim, dificilmente chegávamos a um acordo sobre o que fazer. Era péssimo, nunca conseguimos nos combinar, cada um ia para o seu lado e pronto.

Irmãos nem sempre são tão cúmplices como deveriam. Desde o início da história da humanidade, no episódio de Caim e Abel, ficou evidente que, apesar de serem todos de uma só raiz, é provável que cada um tenha seu temperamento individual e que sejam um diferente do outro, ou até mesmo inimigos.


A administração dessa situação não é fácil para os pais. É preciso muito bom senso e equilíbrio. Na Bíblia temos uma história que deixa esse fato bastante evidente. Vamos conhecer?


O que a bíblia diz


Gênesis 37.12 a 36

Os irmãos de José tinham ido cuidar dos rebanhos do pai, perto de Siquém, e Israel disse a José: Como você sabe, seus irmãos estão apascentando os rebanhos perto de Siquém. Quero que você vá até lá. Sim, senhor, respondeu ele. Disse-lhe o pai: Vá ver se está tudo bem com os seus irmãos e com os rebanhos, e traga-me notícias. Jacó o enviou quando estava no vale de Hebrom. Mas José se perdeu quando se aproximava de Siquém; um homem o encontrou vagueando pelos campos e lhe perguntou: Que é que você está procurando? Ele respondeu: Procuro meus irmãos. Pode me dizer onde eles estão apascentando os rebanhos? Respondeu o homem: Eles já partiram daqui. Eu os ouvi dizer: Vamos para Dotã.  Assim José foi em busca dos seus irmãos e os encontrou perto de Dotã. Mas eles o viram de longe e, antes que chegasse, planejaram matá-lo. Lá vem aquele sonhador! Diziam uns aos outros. É agora! Vamos matá-lo e jogá-lo num destes poços, e diremos que um animal selvagem o devorou. Veremos então o que será dos seus sonhos. Quando Rúben ouviu isso, tentou livrá-lo das mãos deles, dizendo: Não lhe tiremos a vida! E acrescentou: Não derramem sangue.  Joguem-no naquele poço no deserto, mas não toquem nele. Rúben propôs isso com a intenção de livrá-lo e levá-lo de volta ao pai. Chegando José, seus irmãos lhe arrancaram a túnica longa, agarraram-no e o jogaram no poço, que estava vazio e sem água. Ao se assentarem para comer, viram ao longe uma caravana de ismaelitas que vinha de Gileade. Seus camelos estavam carregados de especiarias, bálsamo e mirra, que eles levavam para o Egito. Judá disse então a seus irmãos: Que ganharemos se matarmos o nosso irmão e escondermos o seu sangue? Vamos vendê-lo aos ismaelitas. Não tocaremos nele, afinal é nosso irmão, é nosso próprio sangue. E seus irmãos concordaram. Quando os mercadores ismaelitas de Midiã se aproximaram, seus irmãos tiraram José do poço e o venderam por vinte peças de prata aos ismaelitas, que o levaram para o Egito. Quando Rúben voltou ao poço e viu que José não estava lá, rasgou suas vestes e, voltando a seus irmãos, disse: O jovem não está lá! Para onde irei agora? Então eles mataram um bode, mergulharam no sangue a túnica de José e a mandaram ao pai com este recado: Achamos isto. Veja se é a túnica de teu filho. Ele a reconheceu e disse: É a túnica de meu filho! Um animal selvagem o devorou! José foi despedaçado! Então Jacó rasgou suas vestes, vestiu-se de pano de saco e chorou muitos dias por seu filho. Todos os seus filhos e filhas vieram consolá-lo, mas ele recusou ser consolado, dizendo: "Não! Chorando descerei à sepultura para junto de meu filho". E continuou a chorar por ele. Nesse meio tempo, no Egito, os midianitas venderam José a Potifar, oficial do faraó e capitão da guarda.


Compreendendo


Porque os sonhos de José irritavam seus irmãos?


A - Eles não gostavam de sonhadores

B - Em seus sonhos, José sempre aparecia como o herói

C - Eles se sentiam humilhados

D - Eles pensavam que José os estavam humilhando

E - Enquanto sonhava, José se esquecia de trabalhar


Meditar: sempre tivermos um sonho, um projeto, um desejo ou uma benção que o Senhor esta prestes a nos entregar, devemos ver bem com quem compartilhamos para não sermos vitimas de pessoas invejosas.


O que estava por trás de seu desejo de matar José?


A - Eles queriam chamar a atenção de seu pai

B - Assim eles teriam certeza que os sonhos não se cumpririam

C - José era um bocado chato

D - Seu pai elegeria outro preferido


Meditar: quando pessoas se levantam contra nós devemos analisar-mos com cuidado a situação, para vermos se não estamos provocando aquela situação.


Em que Rúbem era diferente dos outros?


A - Ele amava José

B - Ele amava seu pai

C - Ele não agüentava ver sangue

D - Ele se sentia responsável por José

E - Ele não se incomodava em não ser o preferido de seu pai


Meditar: assim como Rúbem, nós também devemos ser diferente, se Deus quer usar meu irmão e não a mim, Ele sabe todas as coisas, inclusive o que é melhor para mim.


Qual terá sido a participação de Deus nessa história?


A - Ele influenciou os irmãos de José a vendê-lo

B - Ele não estava envolvido

C - Ele estava envolvido, mas ainda não sei como

D - Ele tentou convencer os irmãos de José a não continuarem seu plano

E - Ele inspirou Rúbem na defesa de seu irmão

F - Ele providenciou uma caravana de ismaelitas


Porque os irmãos de José preferiram vendê-lo ao invés de matá-lo?


A - Eles tinham segundas intenções

B - Pelos menos ganhariam algum dinheiro

C - A sua consciência acabou doendo um pouco

D - Eles ficaram com medo da reação de seu pai

E - A intervenção de Rúbem os sensibilizou


Aplicando


Quando tenho sonhos mostrando-me que um dia serei importante, eu:


A - Assumo que são de origem divina

B - Penso que comi demais antes de ir para a cama

C - Conto a todo mundo

D - Não conto para ninguém

E - Fico ansioso até contar a novidade para alguém

F - Não acredito que chegarei lá


Isaias 55.8 "Pois os meus pensamentos não são os pensamentos de vocês, nem os seus caminhos são os meus caminhos, declara o Senhor”


Quando sou traído por pessoas de minha própria família, eu:


A - Prometo nunca mais voltar a amá-las de novo

B - Entendo como sendo parte dos planos de Deus

C - Fico procurando oportunidades para uma revanche

D - Entro em depressão

E - Procuro entender os motivos dos meus familiares


Mateus 18.21 e 22 “Então Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: "Senhor, quantas vezes deverei perdoar a meu irmão quando ele pecar contra mim? Até sete vezes? Jesus respondeu: "Eu lhe digo: não até sete, mas até setenta vezes sete.


Na próxima vez que alguém me trair, acho que Deus:


A - Providenciará uma caravana para me resgatar - Salmo 23.1 “O Senhor é o meu pastor, nada me faltará”

B - Me deixará no buraco por algum tempo – Mateus 4.1 “Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo”

C - Mudará minha opinião a respeito daqueles que me traíram – Ezequiel 11.19 “E lhes darei um só coração, e um espírito novo porei dentro deles; e tirarei da sua carne o coração de pedra, e lhes darei um coração de carne”

D - Tomará providências para que o traidor não fique sem seu castigo - Romanos 12.19 “Amados, nunca procurem vingar-se, mas deixem com Deus à ira, pois está escrito: "Minha é a vingança; eu retribuirei", diz o Senhor”

E - Enviará meu irmão para me proteger – Marcos 12.31 “Ame o seu próximo como a si mesmo”


Meditando


Os filhos de Jacó, por diversas vezes, demonstraram falta de um “freio” mais forte na sua educação (Provérbios 22.6 “Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele”) mais qual seria esse caminho (Deuteronômio 6.6 a 9 “Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração.Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado em casa, quando estiver andando pelo caminho, quando se deitar e quando se levantar. Amarre-as como um sinal nos braços e prenda-as na testa. Escreva-as nos batentes das portas de sua casa e em seus portões”), ou mesmo de um melhor exemplo em sua criação. A poligamia estava presente em seu lar (Jacó tinha duas esposas e duas concubinas, sendo, Léia, Raquel, Zilpa serva de Léia e Bila serva de Raquel); a mentira que havia proferido não havia sido apagada (Jacó se passou por Esaú e mentiu a seu pai), e muito menos a sua influência (uma vez proferida a benção ela não podia ser mudada).


O ciúme entre as várias mães fez crescer naquele lar crianças que estavam acostumadas com as rixas e contendas. Crianças que não aprenderam a ser obedientes, que não se acostumaram a sujeitar-se à palavra dos pais.


O mundo, hoje em dia, tem agido de forma bastante complacente com as crianças. Sabemos que a cada dia que passa a educação infantil torna-se mais e mais aberta e é dado mais espaço às crianças. Esse tipo de educação tem seu maravilhoso valor na construção do caráter de nossas crianças, abrindo-lhes a mente e dando-lhes a segurança necessária na hora de tomarem suas decisões. Entretanto é necessário lembrar que todo extremo é perigoso (Provérbios 23.13 “Não evite disciplinar a criança; se você a castigar com a vara, ela não morrerá”, então como fazer, se constituição do pais proíbe corrigir o filho, inculcando a palavra de Deus).


Se os pais levarem a seus filhos maravilhosas lições de obediência e mediante moderado e persistente esforço estabelecerem esse hábito no seu lar, estarão sendo “evitados conflitos posteriores entre a vontade e a autoridade, os quais tanto contribuem para suscitar na mente dos jovens desapego e amargura para com os pais, e tantas vezes resistência a toda a autoridade humana e divina.”


A maior ferramenta que os pais possuem à sua disposição é o seu próprio exemplo. Agindo de conformidade com suas palavras, estando eles próprios sujeitos à vontade de Deus, certamente estarão mostrando a seus filhos a importância da sujeição e da obediência, incitando-os a, como eles, serem também crianças obedientes e, no futuro, adultos que conhecem e seguem a vontade de Deus.


Fale comigo: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

ou acesse:www.pgshama.com

 

 

Eventos Igreja

January 2020
S M T W T F S
29 30 31 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31 1
Banner
Banner

Untitled Document

 

Estudos para Pequenos Grupos Porção Diária para Igreja Porção Diária para Líderes

 
IEQ Cervezão Jesus Cristo Salva, Jesus Cristo Batiza com o Espírito Santo, Jesus Cristo Cura, Jesus Cristo em Breve Voltará. Igreja do Evangelho Quadrangular CervezãoGrande acervo de estudos evangélicos, mensagens, pregações, estudos em power point, ministrações, Diáconos, Diaconato, Intercessão, Batalha Espiritual, Coreografia, Ornamentação, Escola Bíblica, Louvor, Liderança, Homens e Mulheres de Negócios, ministérios, galeria de fotos, galeria de videos, crianças e adolescentes, eventos para Cristãos evangélicos Ministério: Pastor Valter e Pastora Regina Cidade de Rio Claro / Sp