IEQ Cervezão

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

 Visão prática da adoração

 

download (1)_1.jpg

 

O que é adoração e louvor?

Louvor é elogiar “qualquer um pode elogiar a Deus”.

Adoração é bem mais profundo e íntimo, é só para os filhos.

Se analisarmos alguns significados em grego e hebraico Adoração tem a ver com:

Prostrar-se, humilhar-se (Apocalipse 4.10 “os vinte e quatro anciãos se prostram diante daquele que está assentado no trono e adoram aquele que vive para todo o sempre”).

Temor, respeito (Atos 18.13 “"Este homem está persuadindo o povo a adorar a Deus de maneira contrária à lei”).

Cantar (Salmo 98.5 “Ofereçam música ao Senhor com a harpa, com a harpa e ao som de canções” e Salmos 22. 3 “Tu, porém, és o Santo, és rei, és o louvor de Israel”).

Tocar (Salmo 150 “Aleluia! Louvem a Deus no seu santuário, louvem-no no seu poderoso firmamento. Louvem-no pelos seus feitos poderosos, louvem-no segundo a imensidão de sua grandeza! Louvem-no ao som de trombeta, louvem-no com a lira e a harpa, louvem-no com tamborins e danças, louvem-no com instrumentos de cordas e com flautas, louvem-no com címbalos sonoros, louvem-no com címbalos ressonantes. Tudo o que tem vida louve o Senhor! Aleluia”).

Servir, obedecer (apocalipse 7.15 “Por isso, eles estão diante do trono de Deus e o servem dia e noite em seu santuário; e aquele que está assentado no trono estenderá sobre eles o seu tabernáculo”).

Estilo de vida: (João 9:31 “Sabemos que Deus não ouve a pecadores, mas ouve ao homem que o teme e pratica a sua vontade”).

Reconhecer os atributos de Deus: santo, misericordioso, justo, amoroso, forte, eterno, etc.

Para reconhecer os atributos de Deus eu preciso ter relacionamento com Deus. Ninguém conhece e reconhece as qualidades de outra pessoa sem ter relacionamento.

Adoração só é possível com um relacionamento profundo com Deus.

Deus criou o homem para ter relacionamento com ele

Criou Adão e Eva e ia conversar com eles todo final de tarde; (Gênesis 3.8 e 9 “e, ouvindo a voz do Senhor Deus, que passeava no jardim à tardinha, esconderam-se o homem e sua mulher da presença do Senhor Deus, entre as árvores do jardim. Mas chamou o Senhor Deus ao homem, e perguntou-lhe: onde estás”).

Criou o tabernáculo para poder habitar no meio do povo; (Êxodo 25.8 “e farão um santuário para mim, e eu habitarei no meio deles”). Mas por causa do pecado, só falava através de Moisés. Para restaurar o relacionamento com o homem enviou Jesus.

Para haver adoração é necessário relacionamento (Orar, conversar com Deus)

Para manter um relacionamento precisa-se cultivá-lo, isso leva a intimidade com Deus.

Como deve ser a adoração?

O texto da mulher samaritana que vai tirar água do poço, bem conhecido nosso, Jesus diz que a adoração deve ser em espírito e em verdade.

João 4.23 “mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem”.

Em espírito do meu espírito para o Espírito de Deus. Por que somos seres espirituais que temos uma alma e habitamos em um corpo. Nossa base é espiritual e não a carne, pois quando morremos nosso espírito é que continua vivendo e volta para Deus.

Em verdade, sem máscaras, sem falsidade, reconhecendo que é pecador, mas que deseja adorar a Deus.

Davi era assim reconhecia seu pecado pedia perdão, se voltava para Deus e o adorava. Tanto era assim que achou graça em um tempo de lei quando pecou com Beteseba. Na lei os adúlteros deveriam ser apedrejados, mas Deus o poupou.

Adoração não é somente através da música como muitos pensam, a música é só um dos meios pelos quais adoramos a Deus. Na bíblia nós temos os Salmos que são poemas cantados (músicas), mas se analisarmos a palavra nós veremos que ser um adorador é mais profundo que isso!

O que é ser um adorador? É querer atrair a atenção de Deus!

E como se atrai a atenção de Deus? Amando a Deus acima de todas as coisas!

Abraão demonstrou seu amor a Deus através de uma obediência tal, ao ponto de quase sacrificar seu filho Isaque.  

Em minha concepção eu demonstro meu amor a Deus obedecendo. Essa é a maior adoração que podemos prestar a Deus.

Em 1 Samuel 15.22 “Samuel, porém, disse: tem, porventura, o Senhor tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como em que se obedeça à voz do Senhor? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar, e o atender, do que a gordura de carneiros”.

Porque Samuel disse isso?

Por que a adoração no velho testamento, além dos salmos, era feita através de sacrifícios de animais, cereais, vinho. Só que muitas vezes as pessoas apresentavam sua oferta perante Deus e logo depois já estavam pecando, desobedecendo a Deus.

Vamos tomar por exemplo Saul que foi rejeitado como rei e Davi que assumiu seu lugar. A bíblia nos diz que Deus rejeitou Saul e que Davi era o homem segundo o coração de Deus.

Por que? Por que o coração de Davi era diferente do coração de Saul. (1 Samuel 15.11 “então o Senhor falou a Samuel: arrependo-me de haver posto a Saul como rei; porquanto deixou de me seguir, e não cumpriu as minhas palavras. Então Samuel se contristou, e clamou ao Senhor a noite toda”).

Se examinarmos as escrituras Davi também pecava, mas logo reconhecia seu erro e pedia perdão, tanto é que quando peca com Beteseba acha graça em um tempo de lei. Já Saul se justificava de todas as formas e não admitia seu erro perante Deus.

Essa é a diferença entre um coração adorador, que adora em espírito e em verdade e um coração distante dos princípios divinos.

No novo testamento Jesus diz a Felipe: (João 14.21 “aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e Eu o amarei, e Me manifestarei a ele”).

Em minha opinião poderíamos reescrever esse versículo assim: “aquele que me obedece é o que me adora verdadeiramente”.

Por que do que adianta cantar palavras de amor a Deus, mas não o obedecer? Dessa forma só estamos cantando com a boca e não oferecendo uma adoração verdadeira, de coração ao nosso Senhor.

Já que estamos falando em novo testamento estamos na dispensação da graça e não mais na lei. Hoje todos nós somos sacerdotes, e podemos entrar na presença de Deus e não somente os que exercem o ministério de adoração. Antes só os sacerdotes podiam apresentar os sacrifícios de adoração e entrar na presença de Deus uma vez por ano no santíssimo lugar para pedir perdão dos pecados. Hoje todos nós somos sacerdotes e podemos entrar com ousadia na presença do Senhor através do sangue de Jesus.

Hebreus 10.19 “tendo, pois, irmãos, ousadia para entrarmos no santíssimo lugar, pelo sangue de Jesus”.

Santíssimo lugar, refere-se ao tabernáculo, onde só o sacerdote podia entrar uma vez ao ano.

Hoje podemos entrar a qualquer momento na presença de Deus (1 Pedro 2.5 “vós também, quais pedras vivas, sois edificados como casa espiritual para serdes sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais, aceitáveis a Deus por Jesus Cristo”).

Ele quer dizer que hoje nós somos o tabernáculo, que Deus habita em nós. Somos sacerdotes, podemos entrar na presença de Deus sem que ninguém precise nos representar, só Jesus é nosso único intercessor diante do Deus Pai.

Onde a música entra nessa história?

Como já dissemos a música é um dos meios de louvar e adorar, em Salmos 96.1 diz: “cantai ao Senhor um cântico novo, cantai ao Senhor, todos os moradores da terra”.

Cantai ao Senhor é ordenança! É um mandamento para nós, o verbo está no imperativo. Todos nós devemos cantar ao Senhor.

Vamos observar a origem da música:

A música tem sua origem em Deus, pois tudo foi criado por ele (João 1.3 “Todas as coisas foram feitas por intermédio dEle, e sem Ele nada do que foi feito se fez”).

Se Deus criou todas as coisas, foi ele quem criou a música e sua estrutura, isto é, melodia, harmonia e ritmo.

O céu sempre foi e continua sendo e será cheio de música. Quando a terra foi criada os anjos presenciavam a criação e cantavam louvores ao Criador.

Jó 38.4 a 7 “onde estavas tu, quando eu lançava os fundamentos da terra? Faze-mo saber, se tens entendimento. Quem lhe fixou as medidas, se é que o sabes? Ou quem a mediu com o cordel? Sobre que foram firmadas as suas bases, ou quem lhe assentou a pedra de esquina, quando juntas cantavam as estrelas da manhã, e todos os filhos de Deus (anjos) bradavam de júbilo”.

Esse versículo fala dos seres celestiais, imagine Deus criando e os anjos dizendo glória em forma de música, melodias maravilhoso, não é?

Quando Deus criou o homem, a música estava dentro do homem, batida do coração isso é ritmo. A natureza adora Deus com seus sons, árvore, vento, canto dos pássaros, barulho das águas.

Salmos 96.11 e 12 “alegrem-se os céus, e regozije-se a terra; brame o mar e a sua plenitude. Exulte o campo, e tudo o que nele há; então cantarão de júbilo todas as árvores do bosque”.

Como árvore canta? O vento bate nas folhas que produzem diferentes sons.

Para ser um adorador é necessário enfrentar um inimigo!

O diabo quer atrapalhar a adoração a Deus, ele não quer que você adore nem obedecendo nem cantando.

Porque? Ele quer que você seja rebelde e perca seu relacionamento com Deus assim como ele fez, ele se perdeu e quer que você se perca também. Antes de sua queda, quando ainda ele era lúcifer, ele era responsável pela música no céu, era o modelo da perfeição, e algo bem interessante que podemos observar nas escrituras é que ele tinha instrumentos encrustado nele, no seu próprio corpo. Na bíblia na versão de João Ferreira almeida no texto de Ezequiel podemos ver:

Ezequiel 28.13 “estiveste no éden, jardim de Deus; cobrias-te de toda pedra preciosa: a cornalina, o topázio, o ônix, a crisólita, o berilo, o jaspe, a safira, a granada, a esmeralda e o ouro. Em ti se faziam os teus tambores e os teus pífaros; no dia em que foste criado foram preparados”.

Infelizmente ele se achou tão especial e se orgulhou disso, se achou autossuficiente (Isaías 14.12 a 14 “Como você caiu dos céus, ó estrela da manhã, filho da alvorada! Como foi atirado à terra, você, que derrubava as nações! Você que dizia no seu coração: "Subirei aos céus; erguerei o meu trono acima das estrelas de Deus; eu me assentarei no monte da assembléia, no ponto mais elevado do monte santo. Subirei mais alto que as mais altas nuvens; serei como o Altíssimo”), tão autossuficiente que não precisava da presença de Deus e isso o levou a desgraça.

É por isso que o diabo luta com você!

Para você não ter relacionamento com Deus, para não ler a palavra, não orar, não jejuar;

Não prestar atenção no que canta;

Para tirar sua concentração no período do louvor;

Ele faz de tudo para você desobedecer a Deus.

Conclusão:

Adorar: É cantar, é expressão corporal (bater palmas Salmos 149, Davi dançou na presença de Deus, levando a Arca da Aliança), mas mais do que tudo isso é um estilo de vida, é obedecer a Deus e ter relacionamento com ele!

Devemos adorar em todos os momentos:

Quando passamos provas, (Paulo e Silas, Atos 16.25 e 26 “Por volta da meia-noite, Paulo e Silas estavam orando e cantando hinos a Deus; os outros presos os ouviam. De repente, houve um terremoto tão violento que os alicerces da prisão foram abalados. Imediatamente todas as portas se abriram, e as correntes de todos se soltaram”).

Para libertação interior, (1 Samuel 18.10 “No dia seguinte, um espírito maligno mandado por Deus apoderou-se de Saul e ele entrou em transe profético em sua casa, enquanto Davi tocava harpa, como costumava fazer”).

Para vencer guerras interiores e externas, (rei Josafá na guerra 2 Crônicas 20.21 e 22 “De madrugada partiram para o deserto de Tecoa. Quando estavam saindo, Josafá lhes disse: Escutem-me, Judá e povo de Jerusalém! Tenham fé no Senhor, o seu Deus, e vocês serão sustentados; tenham fé nos profetas dele e vocês terão a vitória. Depois de consultar o povo, Josafá nomeou alguns homens para cantarem ao Senhor e o louvarem pelo esplendor de sua santidade, indo à frente do exército, cantando: Deem graças ao Senhor, pois o seu amor duro para sempre. Quando começaram a cantar e a entoar louvores, o Senhor preparou emboscadas contra os homens de Amom, de Moabe e dos montes de Seir que estavam invadindo Judá, e eles foram derrotados”).

Me perguntaram:

Podemos ensinar alguém a adorar?

Minha resposta é que podemos influenciar, mas não ensinar. Por que ser adorador é uma escolha pessoal.

Que O Senhor continue te abençoando tremendamente