IEQ Cervezão

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Testemunho Pastor

 

917e02d3_9b2d_48b4_9d79_4123a86e72cc.jpg

Amado amigo paz seja convosco 

É com muita honra que compartilho com você um pouquinho das grandes maravilhas que Jesus realizou e tem realizado em minha vida.

Neste ano de 2020 completo 58 anos de idade e tenho desfrutado de todas as promessas que Deus me fez, tenho uma família muito abençoada, uma esposa maravilhosa, duas filhas e um filho que são verdadeiros presentes de Deus para mim, e como disse o apostolo Paulo na primeira carta a Timóteo no capitulo 1 verso 12: “Sou grato a Cristo Jesus, Senhor nosso porque me teve por fiel, pondo-me no ministério”.

Nasci no ano de 1962 em um sitio no bairro da geada próximo da cidade de Iracemápolis onde vivi até os sete anos de idade quando no ano de 1970 em plena conquista do tri campeonato mundial pelo Brasil nos mudamos para a pequena cidade de Iracemápolis onde tive uma infância pobre de muitos desafios, mas aprendi com meus pais a importância do trabalho logo cedo.

 

Trabalhei como vendedor de alface, banana, alho, e outras coisas mais que meu pai plantava em algum terreno arrendado em suas horas após o expediente de um dia duro de lavoura de cana e laranja de nossa região, trabalhei como vendedor de sorvete, cachorro quente, hambúrguer, trabalhei como servente de pedreiro, mas logo ao alcançar os 14 anos veio o primeiro registro em carteira como cortador de cana, carpinagem, e serviços gerais de lavoura de onde sai como fiscal de turma aos dezoito anos quando pelo fruto do trabalho pude me habilitar e comprar meu primeiro carro. Após deixar a lavoura montei meu próprio negócio onde comecei a trabalhar como leiteiro, todas as madrugadas, sem feriados ou domingos até que as coisas ficaram mal nos negócios e não havia muito que fazer e neste período comecei a me envolver em jogatinas de onde as coisas ficaram ainda pior, decepções financeiras, amorosas, mas sempre pude contar com pais maravilhosos. Em meio a tantas decepções, católico meio praticante, já frequentando centro espírita e cada dia mais frustrado, em meio a tudo isso conheci e recebi Jesus em meu coração na Igreja do Evangelho Quadrangular dirigida pelo Pr. Humberto Mants com 24 anos de idade na cidade de Iracemápolis.

 

Desde aquele dia descobri que o batismo no Espírito Santo era direito adquirido no calvário para nos, e comecei a busca-lo com todo desejo do meu coração.

Após um tempo na igreja ainda com uma certa bagagem mundana como cigarro e alguns jogos fui convidado a participar de um retiro espiritual, um acampamento de páscoa no ano de 1987 onde tudo foi transformado em minha vida.

Ao ser convidado para o retiro fui informado que seriam três dias de santificação, e busca de Deus.

Após a primeira noite de vigília já estava disposto a buscar a Deus de madrugada onde me encontrei com um pastor que afirmara ter ouvido o seguinte de Deus durante aquela noite estrelada: “filho meu olhai a escuridão do céu, ela é como a multidão de pecados que cobrem a terra, mas em compensação olhai as estrelas, elas são pontos que ainda brilham tentando iluminar estas trevas, mas haverá um dia em que a minha gloria iluminara todas estas trevas e muitos verão e lamentarão”.

E me disse também que pregaria naquela manhã de páscoa de 1987.

As dez da manhã ouvi a ministração e fui convidado a ir até o altar em meio ao gramado de um campo de futebol para buscar mais uma vez o batismo no Espírito Santo.

Após alguns momentos de clamor, busca, e lagrimas um versículo passou pela minha mente: Joel 2-28 “E acontecerá diz Deus que nos últimos dias derramarei o meu Espírito sobre toda carne”. Ao ouvir isto, de dentro de mim saiu um clamor: “Deus eu não sou digno”, mas neste momento o sol queimou mais forte o meu rosto, algo queimava dentro de mim e a minha língua começou a bater em cima e em baixo de minha boca e fui batizado no Espírito Santo.

Levantado pelo Espírito fui conduzido a um lugar a parte onde meus olhos se levantaram para o céu em direção ao sul e uma voz audível me disse: “filho meu há se você soubesse o quanto eu te desejei e por um simples vicio você não me deixava habitar, mas agora que Eu consegui não te deixarei tão fácil”.

Tudo para mim parecia loucura, mas era a mais pura realidade!

Terminado o retiro voltamos para nossa cidade e como na terça feira seria feriado na segunda à noite nos dirigimos ao sitio do irmão Perino para mais uma vigília e exatamente as duas horas da manhã estava orando em línguas quando pelo Espírito fui levado para fora daquela casa no sitio e novamente a minha cabeça se levantou para o céu para o norte e aquela voz audível me disse: “filho meu olha o céu, a lua, as estrelas a cana, a cerca, a grama, o rio, o bambu, os animais, tudo isto filho Eu dei para vocês, porque vocês pecam? E tem mais filho, tudo, mas tudo o quanto conseguirdes aqui da terra não é nada perto do que tenho preparado para vocês; me ajuda a salvar as almas”.

Hoje já se passaram trinta e três anos e nunca mais ouvi audível a voz de Deus, mas tenho ouvido sua palavra, suas revelações, tenho desfrutado do seu imenso amor e tenho me esforçado para ganhar almas para este tão maravilhoso Deus!

Se você deseja recebe-lo em seu coração ore comigo!

Pai, em nome de Jesus, eu peço perdão de todos os meus pecados e recebo Jesus Cristo em meu coração como único, verdadeiro e suficiente salvador de minha vida amem. 

Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.